domingo, 6 de novembro de 2016

O corpo quebra

Entre as favoritas de todo o sempre.

Pela simplicidade macia que parte o corpo e queima a carne com toda a força.
Pelo sol que brilha, pela lua que nasce e por aquela pequenina faísca que não se apaga.

***

The body breaks - Devendra Banhart
Álbum: Rejoicing in the Hands (2004)

***

Agora vou repetir o que já havia dito naquele post esquecido em um abril qualquer de 2014:

Newton é poesia.

Newton's First Law of Motion
"A body in motion tends to stay in motion unless acted on by an outside force."

(O contrário disso também é verdade, infelizmente.) 

***
E vou também me permitir acrescentar o seguinte:

Devendra é Física pura.

Devendra's First Law of Bodies
 "The body burns
Yeah, the body burns strong
Until mine is with yours
Then mine will burn on"
 
***
 
Deixa queimar.
It's fine.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!