domingo, 12 de agosto de 2012

Perdóname!

Mesmo! Sinto assim: muito! Pelo que se foi e pelo que virá.